Ultimas Noticias
recent

Avião da Azul pousa em Serra Talhada e é recebido com aplausos por populares


O dia 12 de Julho de 2018 entrará para a história do Sertão do Pajeú. Não é exagero. Pela primeira vez em sua história, a região recebeu um voo regular de uma das grandes empresas da aviação civil regional brasileira. Era apenas um voo teste, mas a simbologia fala mais alto. Em breve, o voo inaugural. Logo, logo, os voos semanais.

Todos os que conhecem um pouco de economia sabem da importância da aviação civil para o desenvolvimento de uma região. E o Prefeito José Patriota, como Presidente da AMUPE, e representando os Prefeitos da região, sempre esteve na linha de frente em defesa dos voos para Serra Talhada, reconhecendo a importância que tem o aeroporto para a logística da região. “É nesses momentos que temos que pensar estratégico, pensar grande. Esse voo não beneficiará apenas Serra, mas todo o Sertão do Pajeú. Até Salgueiro será beneficiada com essa ação. Fico feliz e honrado em poder participar desse momento histórico,” declarou Patriota na chegada ao aeroporto de Serra Talhada.

Encurtar distâncias, não apenas físicas, mas também econômicas, será uma das consequências da chegada da aviação civil ao Pajeú. Voos regulares vão permitir a chegada de mais turistas e viabilizar a implantação de diversos empreendimentos, tendo em vista a grande quantidade de iniciativas econômicas que dependem da aviação para se instalarem em uma determinada região. Comemoremos. Hoje é realmente um dia histórico.

O voo da Azul Linhas Aéreas previsto para pousar às 13h35 no Aeroporto Santa Magalhães, tocou o solo serra-talhadense às exatas 13h50. Quando a aeronave começou a ser avistada pelo público todos se voltaram e seguiram atentos o sobrevoo. Com uma emocionante salva de palmas.

A aeronave transportou 65 passageiros convidados. Entre eles,  o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, e técnicos da Anac e Infraero. Eles conferiram o funcionamento da primeira Estação Meteorológica de Superfície Automática (EMS-A) movida à energia solar. O equipamento envia às aeronaves informações climáticas da região em tempo real e custou R$ 2 milhões.


Após a certificação da Anac, prevista para sair entre 45 dias e 50 dias, segundo o secretário Antônio Júnior, e a conclusão de obras de cerca e terraplanagem, a Azul vai iniciar voos da rota Recife-Serra Talhada em aeronaves modelo ATR 72-6000, que comportam até 70 clientes. O governo também aguarda a apreciação do projeto para terminal de passageiros definitivo, que vai receber investimentos de R$ 20 milhões do governo federal.


MaisPajeu
Cosmo Queiroz

Cosmo Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.